papa, papado



Solicitamos su permiso para obtener datos estadísticos de su navegación en esta web, en cumplimiento del Real Decreto-ley 13/2012. Si continúa navegando consideramos que acepta el uso de cookies. OK | Más información
 
 

O que diz a Biblia sobre o papa e o papado?



Pergunta: "O que diz a Biblia sobre o papa e o papado?"

Resposta:
O ensinamento da Igreja Catolica Romana sobre o papa (“papa” significa “pai”) e baseado em e envolve os seguintes ensinamentos romanos catolicos:

1) Cristo fez de Pedro o lider dos apostolos e da igreja (Mateus 16:18-19). Dando a Pedro as “chaves do reino”. Cristo não apenas fez dele lider, mas tambem fez dele infalivel quando agindo ou falando como representante de Cristo na terra (falando de sua cadeira de autoridade, ou ex cathedra). Esta capacidade de agir no interesse da igreja de forma infalivel quando falando ex cathedra foi passada de Pedro para seus sucessores, dando desta forma à Igreja um infalivel guia na terra. O proposito do papado e guiar a Igreja sem cometer erros.

2) Pedro, mais tarde, tornou-se o primeiro Bispo de Roma. Como Bispo de Roma, ele exercia a autoridade sobre todos os bispos e lideres da igreja. O ensinamento de que o Bispo de Roma esta acima de todos os bispos em autoridade e conhecido como a “supremacia” do Bispo de Roma.

3) Pedro passou adiante sua autoridade apostolica ao proximo Bispo de Roma, junto com os outros apostolos que passaram adiante sua autoridade apostolica aos bispos que ordenaram. Estes novos bispos, em turnos, passaram adiante sua autoridade apostolica àqueles bispos que mais tarde ordenaram, e assim por diante. Esta “passagem de autoridade” e conhecida como “sucessão apostolica”.

4) Baseados na alegação catolica romana de uma corrente continua de bispos romanos, eles ensinam que a Igreja Catolica Romana e a verdadeira igreja, e que todas as igrejas que não aceitam a supremacia do papa se desviaram dela, a igreja unica e verdadeira.

Depois de termos rapidamente visto alguns dos ensinamentos da Igreja Catolica Romana a respeito do papado, a questão e se estes ensinamentos estão em concordância com as Escrituras. A Igreja Catolica Romana vê o papado e a autoridade infalivel de ensinar da “Igreja mãe” como sendo necessaria para guiar a Igreja, e usa isto como raciocinio logico para justificar a provisão de Deus neste assunto. Mas examinando as Escrituras, podemos achar o seguinte:

1) Apesar de Pedro ter sido central na primeira expansão do evangelho (parte do significado por tras de Mateus 16:18-19), o ensinamento das Escrituras, tomado em contexto, em nenhum lugar declara que ele estivesse em autoridade sobre os outros apostolos ou acima da Igreja (veja Atos 15:1-23; Galatas 2:1-14; I Pedro 5:1-5). Nem e jamais ensinado que o Bispo de Roma deveria ter supremacia sobre a Igreja. Mas ha apenas uma referência nas Escrituras de Pedro escrevendo da “Babilônia”, um nome às vezes usado para se referir a Roma, encontrado em I Pedro 5:13. Alem disto, e do aumento historico da influência do Bispo de Roma (devido ao apoio de Constantino e dos imperadores romanos que o sucederam), vem o ensinamento da Igreja Catolica Romana da supremacia do Bispo de Roma. Entretanto, as Escrituras mostram que a autoridade de Pedro era compartilhada pelos outros apostolos (Efesios 2:19-20), e que a autoridade de “ligar e desligar” a ele atribuida era, da mesma forma, dividida pelas igrejas locais, não apenas seus lideres (veja Mateus 18:15-19; I Corintios 5:1-13; II Corintios 13:10; Tito 2:15; 3:10-11).

2) Em nenhum lugar as Escrituras afirmam que, para manter a igreja livre de erro, a autoridade dos apostolos foi passada àqueles que eles ordenaram (sucessão apostolica). A sucessão apostolica e uma “leitura forçada” destes versos que a Igreja Catolica Romana usa para apoiar esta doutrina (II Timoteo 2:2; 4:2-5; Tito 1:5; 2:1; 2:15; I Timoteo 5:19-22). O que as Escrituras REALMENTE ENSINAM e que falsos ensinamentos se levantariam, vindo ate do meio dos lideres da igreja e que os cristãos deveriam comparar os ensinamentos destes lideres com as Escrituras, que são a unica coisa que a Biblia cita como infaliveis. A Biblia não ensina que os apostolos eram infaliveis, a não ser quando o que escreveram foi incorporado às Escrituras. Paulo, conversando com os lideres da igreja na grande cidade de Éfeso, menciona a vinda de falsos mestres, e para lutar contra tal engano, ele NÃO os recomenda aos “apostolos ou aqueles a quem seria passada sua autoridade”, mas a “Deus e à palavra da sua graça...” (Atos 20:28-32).

Mais uma vez, a Biblia ensina que as Escrituras devem ser usadas como medida padrão para determinar a verdade do engano. Em Galatas 1:8-9, Paulo afirma que não e QUEM ensina, mas O QUE esta sendo ensinado que deve ser usado para diferenciar a verdade do engano. Apesar da Igreja Catolica Romana continuar a lançar a maldição “anatema” àqueles que rejeitem a autoridade do papa, as Escrituras reservam tal maldição àqueles que ensinarem um evangelho diferente (Galatas 1:8-9).

3) Apesar da Igreja Catolica Romana ver a sucessão apostolica como logicamente necessaria para que Deus, de forma livre de erros guie Sua Igreja, as Escrituras afirmam que Deus providenciou por Sua igreja atraves de:

(a) As Escrituras Infaliveis (Atos 20:32; II Timoteo 3:15-17; Mateus 5:18; João 10:35; Atos 17:10-12; Isaias 8:20; 40:8; etc.). Nota: Pedro fala dos escritos de Paulo na mesma categoria de outra Escritura (II Pedro 3:16),

(b) O eterno sumo sacerdocio de Cristo no ceu (Hebreus 7:22-28),

(c) A provisão do Espirito Santo, que guiou os apostolos à verdade depois da morte de Cristo (João 16:12-14), que da dons aos crentes para a obra do ministerio, incluindo o ensino (Romanos 12:3-8; Efesios 4:11-16), e que usa a Palavra escrita como Sua principal ferramenta (Hebreus 4:12; Efesios 6:17).

Apesar de ter havido homens bons e honrados (humanamente falando) que serviram como papas da Igreja Catolica Romana, incluindo o Papa João Paulo II e o Papa Bento XVI, os ensinamentos da Igreja Catolica Romana sobre a autoridade do papa devem ser rejeitados porque não estão de acordo com os ensinamentos da igreja original, a nos divulgados no Novo Testamento. Esta comparação do ensinamento de qualquer igreja e essencial, sob o risco de deixarmos de ter os ensinamentos do Novo Testamento a respeito do evangelho, não apenas correndo o risco de deixarmos de ter vida eterna no ceu, mas sem saber, levarmos outros ao caminho errado (Galatas 1:8-9).


Voltar à pagina principal em português

O que diz a Biblia sobre o papa e o papado?