LingNovo.htm by HTTrack Website Copier/3.x [XR&CO'2001], Sun, 04 May 2003 15:00:44 Língua e manuscritos do Novo Testamento

Capitulos:
Apêndice,
Alguns termos importantes e seus significados,
Você Sabia que a Biblia?,
Comprovando a veracidade do Novo Testamento,
A Septuaginta,
Lingua e manuscritos do Novo Testamento,
Traduções da Biblia para o português,
Os Manuscritos do Mar Morto,
Introdução da Biblia.

Lingua e manuscritos do Novo Testamento

Os escritos do Novo Testamento se utilizaram do grego coine (comercial), amplamente conhecido e utilizado no seculo I, como conseqüência do imperio de Alexandre, o Grande. Esse idioma possuia muitos recursos lingüisticos e precisão tecnica, não encontrados no hebraico, o que permitiu uma maior e mais rapida propagação dos textos entre os povos (assim como o inglês moderno, nos tempos atuais). O grego chegou a ser considerado pela Igreja Catolica como a lingua do Espirito Santo.

Principais manuscritos

O Novo Testamento tem como caracteristica principal uma imensa quantidade de escritos e evidências externas. Alguns manuscritos, entretanto, merecem destaque. São eles:

Os papiros - produzidos quando o movimento iniciado pelos discipulos de Jesus ainda era ilegal. Datam dos seculos II e III d.C. e constituem valioso testemunho da veracidade do Novo Testamento, pois surgiram a apenas uma geração dos autografos originais. Seus representantes mais importantes são:

Os Unciais - manuscritos em caracteres maiusculos, escritos em velino e pergaminho. Constituem os escritos mais importantes do Novo Testamento, dos seculos III a V. Existem cerca de 297 Unciais, entre eles:

 

Solicitamos su permiso para obtener datos estadísticos de su navegación en esta web, en cumplimiento del Real Decreto-ley 13/2012. Si continúa navegando consideramos que acepta el uso de cookies. OK | Más información
LingNovo.htm by HTTrack Website Copier/3.x [XR&CO'2001], Sun, 04 May 2003 15:00:44