41Marc11.htm 57:39 41-Marcos Capítulo : 11

Capitulos: introdução(00), 01, 02, 03, 04, 05, 06, 07, 08, 09, 10, 11, 12, 13, 14, 15, 16, Introdução da Biblia.

41-Marcos Capitulo : 11

1 Ora, quando se aproximavam de Jerusalem, de Betfage e de Betânia, junto do Monte das Oliveiras, enviou Jesus dois dos seus discipulos

2 e disse-lhes: Ide à aldeia que esta defronte de vos; e logo que nela entrardes, encontrareis preso um jumentinho, em que ainda ninguem montou; desprendei-o e trazei-o.

3 E se alguem vos perguntar: Por que fazeis isso? respondei: O Senhor precisa dele, e logo tornara a envia-lo para aqui.

4 Foram, pois, e acharam o jumentinho preso ao portão do lado de fora na rua, e o desprenderam.

5 E alguns dos que ali estavam lhes perguntaram: Que fazeis, desprendendo o jumentinho?

6 Responderam como Jesus lhes tinha mandado; e lho deixaram levar.

7 Então trouxeram a Jesus o jumentinho e lançaram sobre ele os seus mantos; e Jesus montou nele.

8 Muitos tambem estenderam pelo caminho os seus mantos, e outros, ramagens que tinham cortado nos campos.

9 E tanto os que o precediam como os que o seguiam, clamavam: Hosana! bendito o que vem em nome do Senhor!

10 Bendito o reino que vem, o reino de nosso pai Davi! Hosana nas alturas!

11 Tendo Jesus entrado em Jerusalem, foi ao templo; e tendo observado tudo em redor, como ja fosse tarde, saiu para Betânia com os doze.

12 No dia seguinte, depois de sairem de Betânia teve fome,

13 e avistando de longe uma figueira que tinha folhas, foi ver se, porventura, acharia nela alguma coisa; e chegando a ela, nada achou senão folhas, porque não era tempo de figos.

14 E Jesus, falando, disse à figueira: Nunca mais coma alguem fruto de ti. E seus discipulos ouviram isso.

15 Chegaram, pois, a Jerusalem. E entrando ele no templo, começou a expulsar os que ali vendiam e compravam; e derribou as mesas dos cambistas, e as cadeiras dos que vendiam pombas;

16 e não consentia que ninguem atravessasse o templo levando qualquer utensilio;

17 e ensinava, dizendo-lhes: Não esta escrito: A minha casa sera chamada casa de oração para todas as nações? Vos, porem, a tendes feito covil de salteadores.

18 Ora, os principais sacerdotes e os escribas ouviram isto, e procuravam um modo de o matar; pois o temiam, porque toda a multidão se maravilhava da sua doutrina.

19 Ao cair da tarde, saiam da cidade.

20 Quando passavam na manhã seguinte, viram que a figueira tinha secado desde as raizes.

21 Então Pedro, lembrando-se, disse-lhe: Olha, Mestre, secou-se a figueira que amaldiçoaste.

22 Respondeu-lhes Jesus: Tende fe em Deus.

23 Em verdade vos digo que qualquer que disser a este monte: Ergue-te e lança-te no mar; e não duvidar em seu coração, mas crer que se fara aquilo que diz, assim lhe sera feito.

24 Por isso vos digo que tudo o que pedirdes em oração, crede que o recebereis, e tê-lo-eis.

25 Quando estiverdes orando, perdoai, se tendes alguma coisa contra alguem, para que tambem vosso Pai que esta no ceu, vos perdoe as vossas ofensas.

26 [Mas, se vos não perdoardes, tambem vosso Pai, que esta no ceu, não vos perdoara as vossas ofensas.]

27 Vieram de novo a Jerusalem. E andando Jesus pelo templo, aproximaram-se dele os principais sacerdotes, os escribas e os anciãos,

28 que lhe perguntaram: Com que autoridade fazes tu estas coisas? ou quem te deu autoridade para fazê-las?

29 Respondeu-lhes Jesus: Eu vos perguntarei uma coisa; respondei-me, pois, e eu vos direi com que autoridade faço estas coisas.

30 O batismo de João era do ceu, ou dos homens? respondei-me.

31 Ao que eles arrazoavam entre si: Se dissermos: Do ceu, ele dira: Então por que não o crestes?

32 Mas diremos, porventura: Dos homens? - É que temiam o povo; porque todos verdadeiramente tinham a João como profeta.

33 Responderam, pois, a Jesus: Não sabemos. Replicou-lhes ele: Nem eu vos digo com que autoridade faço estas coisas.

Capitulos: introdução(00), 01, 02, 03, 04, 05, 06, 07, 08, 09, 10, 11, 12, 13, 14, 15, 16, Introdução da Biblia.

Solicitamos su permiso para obtener datos estadísticos de su navegación en esta web, en cumplimiento del Real Decreto-ley 13/2012. Si continúa navegando consideramos que acepta el uso de cookies. OK | Más información
41Marc11.htm 57:39